sábado, 4 de novembro de 2017

Esporte: Metabólito da cocaína é a substância encontrada no antidoping de Guerrero

Guerrero pode levar quatro anos de suspensão por doping – Gilvan de Souza/Flamengo/Divulgação
A substância benzoilecgonina, um metabólito da cocaína, foi encontrada no exame antidoping de Paolo Guerrero após jogo do Peru contra a Argentina, pelas eliminatórias, em 5 de outubro. A informação foi revelada pelo “Globoesporte.com” e confirmada ao GLOBO por uma fonte com acesso ao caso. Nesta sexta-feira, Guerrero foi suspenso provisoriamente pela Fifa por 30 dias devido ao doping. Em casos como esse, a suspensão é de quatro anos fora dos gramados. O jogador ainda pode pedir a contraprova.
Esta substância não é encontrada em nenhuma medicação, somente na cocaína ou no chá de coca. A benzoilecgonina está na lista de substâncias proibidas da Agência Mundial Antidoping (Wada).
Mais cedo, o presidente da comissão de controle de dopagem da CBF, Fernando Solera, havia afirmado que o atacante do Flamengo teve um “resultado analítico adverso” quando defendia a seleção peruana, para um estimulante, em outubro.
De acordo com Solera, o clube rubro-negro e o próprio atacante alegaram que o estimulante encontrado em seu organismo teria ligação com um medicamento para gripe, tomado antes da partida contra a Argentina.
Segundo a fonte ouvida pelo GLOBO, a única forma de Guerrero pleitear uma redução na pena máxima de quatro anos é caso consiga comprovar que o consumo se deu através de um chá de coca.
Luciano Hostins, presidente do Tribunal Antidopagem do Brasil, explica que casos de doping por estimulantes são considerados graves. Só o fato de o estimulante aparecer na urina é considerado doping. Ou seja, não importa a quantidade. A punição é de quatro anos de suspensão.
 — Ele tem direito de defesa e pode ter pena diminuída. Precisa explicar como a substância apareceu em seu organismo, como no caso do tenista francês Richard Gasquet — lembrou o especialista sobre o ocorrido com o francês, que em 2009 teve exame antidoping com traços de cocaína.
Gasquet conseguiu provar que a substância apareceu em seu organismo de forma involuntária, após beijar uma mulher, que havia consumido a droga, numa casa noturna de Miami. Ele ficou dois meses e meio afastado das quadras.
FORA DA REPESCAGEM E DA SUL-AMERICANA
Por conta da suspensão provisória imposta pela Fifa, Guerrero não poderá jogar as partidas contra a Nova Zelândia pela repescagem da Copa, nos dias 11 e 15 de novembro. O atacante já havia sido convocado para defender a seleção do Peru na repescagem.
A suspensão também impede que Guerrero atue pelo Flamengo na reta final do Campeonato Brasileiro e nas semifinais da Copa Sul-Americana, contra o Junior de Barranquilla (COL).
A princípio, o clube rubro-negro pretendia escalar Guerrero na partida deste domingo, contra o Grêmio, às 17h, em Porto Alegre. Guerrero participou normalmente do treino desta sexta, no Ninho do Urubu, depois de ficar fora das últimas partidas após acusar um problema muscular na coxa esquerda.
O clube foi informado do doping pela Federação Peruana de Futebol (FPF). O jogador vai enviar à CBF toda a medicação tomada enquanto estava a serviço da seleção do Peru em outubro. O Flamengo apresentou à CBF um prontuário negando que qualquer medicamento que possa causar doping tenha sido ministrado pelo clube. Recentemente, Guerrero fazia tratamento conhecido como PRP, de reposição de plasma sanguíneo, para tratar lesão.
No jogo contra a Argentina, que terminou empatado em 0 a 0, Guerrero quase marcou um gol de falta nos minutos finais. O exame antidoping que acusou a presença de substâncias ilícitas no organismo do atacante foi realizado após esta partida, disputada em 5 de outubro. O empate ajudou o Peru a conseguir vaga na repescagem da Copa do Mundo de 2018.
Fonte: oglobo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas