sábado, 27 de janeiro de 2018

Carvoeiro fumou um baseado antes de matar a esposa, o filho e ferir outras 05 pessoas

Carvoeiro fumou um baseado antes de matar a esposa, o filho e ferir outras 05 pessoas


 Os crimes teriam sido motivados por conta de uma traição, pois sua esposa tinha marca de um 'chupão' no pescoço. 

Manoel de Jesus Alves Pereira, de 46 anos, que trabalhava como carvoeiro à beira de uma Lagoa no município de Cajueiro da Praia, foi autuado pelo delegado Eduardo Alves Ferreira no crime de 'homicídio qualificado,' acusado dos assassinatos de Maria José Alves Pereira e Diego Alves Pereira.


Além destas mortes, Manoel também foi autuado no crime de tentativa de homicídio qualificado, após lesionar a golpes de foice - Maria Vieira da Rocha, Gustavo Vieira da Rocha, Antonio José de Sousa Nascimento, Maria de Nazaré e Wanderson Pereira da Silva.

Em depoimento no cartório criminal, Manoel confessou que matou a esposa por conta de traição. Que no último dia 23 do corrente mês, notou que sua esposa estava marcada com um chupão na altura do pescoço.

E por volta das 13hs de ontem(25/01/2018), o suposto marido traído estava fazendo reparo na parede de sua casa localizada no Residencial Nosso Lar, quando resolveu parar o serviço para fumar um cigarro de maconha.

Neste momento, após queimar o baseado foi tirar satisfação com sua esposa por conta do chupão no pescoço. De imediato sua companheira negou tal acusação dizendo que a marca não era de um chupão. Minutos depois de uma discussão banal, dona Maria José se alterou e disse: 'se for, o que é que tem'? - Em razão disso, o carvoeiro pegou sua foice e acertou a cabeça de sua esposa, tendo esta morte instantânea.

Na sequencia, Diego deu-lhe duas pauladas, o qual revidou e também matou o próprio filho com violentos golpes de foice. O criminoso disse ainda que seu vizinho de nome Gustavo presenciou toda ação e também foi atingido com golpes de foice.

Os outros vizinhos que Manoel suspeitava que sabiam da traição - foram também lesionados a golpes de foice.


A policia o capturou cerca de 500 metros do local dos crimes quando tentava fugir em posse da foice.
Antes de ser levado para central de flagrantes - o acusado foi levado ao hospital para ser medicado devido a pauladas que levou durante à ocorrência.

Do Portal do Catita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas