sábado, 24 de fevereiro de 2018

“Saindo sem volta”, afirma Zé Reinaldo ao anunciar rompimento com Flávio Dino

Ex-governador, em conversa com o editor do blog, disse que “ainda irá ver” sua filiação ao DEM e que já está montando uma nova estratégia que lhe permita chegar à Câmara Alta.
O ex-governador e atual deputado federal, José Reinaldo Tavares (sem partido), anunciou oficialmente rompimento político com o governador Flávio Dino (PC do B) e garantiu que disputará o Senado, em outubro, por uma outra via que não seja a do grupo ligado ao comunista. “Serei candidato, mas vou buscar outro caminho já que não há interesse em estarmos juntos. Saindo sem volta”, disse Zé Reinaldo, agora a pouco, ao editor do blog ao confirmar declarações suas dadas ao Jornal O Imparcial, edição deste sábado (24). O ex-governador, desde o início do ano passado, vem tentando se cacifar como segundo pré-candidato na chapa senatorial ligada ao governo – o primeiro é o deputado federal e presidente do PDT no Maranhão, Weverton Rocha. No entanto, o esforço de Zé Reinaldo não surtiu efeito. Para piorar a situação, desde dezembro, Dino dá demonstrações claras de aproximação com a também pré-candidata Elizane Gama (PPS), que com o anúncio feito pelo ex-governador passa, a partir de agora, a figurar como a principal opção do comunista como segundo nome para Câmara Alta. “Se Flávio não me quer, tem quem queira”, disparou o ex-governador na entrevista ao matutino. Ao O Imparcial, Zé Reinaldo confirmou que continua mantida, para o dia 10 de março, sua filiação ao DEM, partido comandado no estado pelo deputado federal Juscelino Filho e que faz parte da base de apoio de Dino. Porém, ao ser questionado pelo editor do blog, disse que ainda “vou ver”. O editor do blog também perguntou a Zé Reinaldo o seguinte: Já que o senhor confirmou que não mais pretende tentar emplacar sua pré-candidatura pelo grupo governista, qual será o caminho agora? O amigo já tem algo definido ou traçado neste sentido? “Estou montando”, respondeu o ex-governador. José Reinaldo Tavares, então governador do Maranhão, em 2006, foi responsável pela vitória do pedetista Jackson Lago, que conseguiu bater Roseana Sarney (MDB) na disputa pelo comando do Palácio dos Leões. Nesta mesma eleição, Zé Reinaldo alçou ao posto de deputado federal um ex-juiz federal que era totalmente desconhecido do eleitorado maranhense. Tratava-se de Flávio Dino, hoje governador do Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas