segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Versão Publicada na Página do Facebook do Médico Maranhense que é investigado pela Policia Federal.

Médico Maranhense é investigado pela Policia Federal.

Foto do Facebook "Antonio Delmiro".


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sou Antonio Delmiro. Resolvi me posicionar e fazer alguns esclarecimentos relacionados à minha pessoa e sobre a operação da Polícia Federal o qual estou sendo investigado. Nasci em Zé Doca do Maranhão e fui criado em Santa Luzia do Paruá-MA.


Inicialmente meus pais tinham condições e me colocaram juntamente com meu irmão pra estudar em São Luís, na capital do Maranhão em escola particular, já fui com o objetivo de ser "DOUTOR". Eu e meu irmão fomos um pouco discriminados por sermos do interior, em seguida vieram às provas e notas (passamos a ser respeitados por todos, inclusive por professores, tirávamos notas 9 e 10 - as maiores da sala).

Infelizmente os negócios do meu pai não andaram bem e tivemos que ir para uma escola pública (continuamos com as melhores notas da sala). Posteriormente a situação financeira piorou e meu pai teve que ir embora para Manaus-AM, fomos juntos, deixando nossa mãe, pois meus pais já estavam separados e assim seria melhor para diminuir os custos.

Em Manaus trabalhava durante o dia em uma empacotadora do meu pai e carregava caminhão, estudava à noite; às vezes, tinha que carregar o caminhão após chegar da aula e trabalhava até a madrugada pro caminhão sair cedo para Boa Vista. Durante as férias ficava como motorista de caminhão no trecho Manaus-Boa Vista, para ajudar meu pai. A situação financeira piorou e tivemos que vim morar em BV, trabalhava carregando e descarregando o caminhão do meu pai, vendendo e fazendo as cobranças. 

Posteriormente tive um desentendimento familiar, tive que sair da casa do meu pai, nesse tempo surgiu concurso para o Banco da Amazônia,Correios e Sargento de Saúde do Exército. Fiz e passei nos 3 concursos, assumi o cargo do banco por 8 meses. Foi quando prestei vestibular pra medicina na UFRR e fui aprovado, em seguida sai do BASA pra me dedicar ao curso de medicina, tive que vender redes e obter renda pra me manter, fazia todo esforço e dedicação para alcançar meus objetivos com trabalho digno e honesto; minha mãe e meu irmão (concursado da PM) me ajudavam financeiramente, que na época inclusive este fez um empréstimo no banco e me repassou pra eu trabalhar comprando objetos usados para revenda como: geladeira, fogão, botija de gás e celulares (vendia parcelado para pessoas conhecidas).

Consegui me formar, hoje sou médico, me dedico dando o melhor de mim. Fiz especialização em cirurgia geral e videolaparoscopia. Prestei concurso pra médico cirurgião geral no estado, passei em PRIMEIRO lugar; fiz o concurso pra médico cirurgião geral da prefeitura, passei em SEGUNDO lugar. Graças aos meus esforços tenho um bom salário, ajudo meus pais e irmãos com alguns trabalhos em conjunto e alguns amigos mais próximos.

No ano passado tive a infelicidade de tentar ajudar um AMIGO que estaria envolvido no tráfico de drogas, sem meu conhecimento, é claro! Agora estão associando meu nome ao tráfico, me julgando como se bandido fosse, estou sendo investigado sim! Não fui preso, não fui condenado, nunca usei drogas, nem mesmo cigarro, não gosto! Sempre tive um conceito que lugar de bandido é na cadeia. Fui surpreendido na minha residência por policiais federais que com mandado de busca e apreensão realizaram seus trabalhos, inclusive levaram cão de faro e nada foi encontrado, nem armas, nem drogas. Não sou bandido.

A Polícia Federal através das investigações terá acesso à minha vida, não tenho nada a esconder, vou provar minha boa fé e inocência. E não faço parte de associação criminosa, sempre dei orgulho aos meus pais trabalhando desde cedo. Que a justiça de Deus seja feita, juntamente com a justiça dos homens. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas