terça-feira, 17 de abril de 2018

CAOS NA EDUCAÇÃO DE CARUTAPERA LEVA PROFESSORES A DECRETAR ESTADO DE GREVE!

CAOS NA EDUCAÇÃO DE CARUTAPERA LEVA PROFESSORES A DECRETAR ESTADO DE GREVE!

O caos no sistema educacional do município de Carutapera e o desrespeito do Prefeito Municipal, André Dourado/PR, com a categoria, levaram os professores do município a decretar "Estado de Greve", em decorrência da falta de diálogo da gestão municipal com o Sindicato que representa a categoria SINTEP/CARU, nesta segunda-feira, 16/04. A assembleia foi marcada por muito descontentamento e a categoria tomou a decisão para que as várias reivindicações dos professores sejam atendidas.

Os professores exigem que a Prefeitura cumpra o compromisso acordado no Tribunal de Justiça do Maranhão em outubro de 2017, onde o município se comprometeu a reunir com a Diretoria do Sindicato para discutir o reajuste salarial da categoria para o ano de 2018. E no entanto, o Prefeito atraves dos seus auxiliares, se recusou a receber os oficios que solicitavam reunião para discutir o tema que envolve a questão salarial e outras reivindicações, que foram enviados pelo Sindicato.

O Prefeito André Dourado, numa demonstração de arrogância, mandou o Projeto de Lei à Câmara, reajustando em apenas 4% o salário  da categoria, e isso causou enorme descontentamento aos professores que prometeram reagir e pedir que o reajuste seja maior, já que em 2017, a categoria não teve qualquer reajuste.

O FUNDEB indica que Carutapera teve um reajuste de 22,03% em sua previsão anual, se comparada ao ano de 2017, onde a previsão que foi ajustada em julho/2017, e passou de R$ 17.401.000,00 em 2017, para R$ 21.235,00. Um aumento de mais de R$ 3.800.000,00.

A Assembleia, da tarde desta segunda-feira, (16), foi marcada por severas críticas à gestão do Prefeito André Dourado/PR, onde membros da Diretoria do Sindicato, disseram que a administração municipal está mergulhada num lamaçal de indícios de fraudes, superfaturamentos em contratos e licitações em quase todos os setores da Prefeitura de Carutapera, principalmente na área da educação, onde há suspeitas de desvio do dinheiro dos professores.

Fazem parte da pauta dos professores além da questão salarial, outras reivindicações como: discussão do cumprimento do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos Professores, Reforma das escolas, Cumprimento dos 200 dias letivos para os alunos, que visam melhorar o caótico quadro da educação em Carutapera.

O Sindicato certamente deve tentar novamente dialogar com a Prefeitura para que se tenha um entendimento e encontre uma solução para esse impasse, evitando uma greve da categoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas