sexta-feira, 4 de maio de 2018

Escândalos: Prefeito André Dourado, a Onda Azul que virou Mar de Lama...da Corrupção!

Escândalos: Prefeito André Dourado, a Onda Azul que virou Mar de Lama...da Corrupção!

Política
Mais uma vez a prefeitura de Carutapera é alvo de denuncias na malha de corrupção que se tornou a administração do Prefeito André Dourado, e o jeito PR de governar.
      O Ministério Público de Contas - M.P.C. do Maranhão, denunciou pela segunda vez o prefeito de Carutapera André Dourado/PR, por suspeitas de corrupção.

Dessa vez o alvo da denúncia é um contrato de R$ 1.715.000,00 celebrado entre a Prefeitura de Carutapera e a Empresa H P Rocha - ME, que foi contratada para fornecer materiais para a Prefeitura do município.

A Empresa, NÃO ESTÁ HABILITADA para a celebração de contratos, e mesmo assim, o município de Carutapera a contratou para fornecimento de produtos que somam mais de R$ 1.715.000,00 (um milhão e setecentos e quinze mil reais).

O mais grave, é que pode ter havido super-faturamento de preços em diversos produtos fornecidos, já que o alto valor do contrato chamou a atenção do Ministério Público de Contas do Maranhão - M.P.C., para que denunciasse o caso que deverá ser investigado.

A gestão do Prefeito André Dourado/PR, tem sido marcada por fortes críticas da população, que se decepcionou com o descaso do poder público em várias áreas do município, como a saúde, educação, iluminação pública, abastecimento de água, ruas esburacadas, entre outros. A população também começa a perceber que o município vive sob um "esquema" de corrupção como nunca se viu na sua história.

Com essa segunda denúncia em apenas dois casos analisados, fica evidente que se o Ministério Público de Contas analisar todos os contratos que a Prefeitura de Carutapera celebrou com empresas, certamente a população verá o maior escândalo de corrupção já praticado por um prefeito de Carutapera. E aí, vai ter a certeza de que a "ONDA AZUL" da época da campanha, se transformou num "MAR DE LAMA...DA CORRUPÇÃO".

Jeito PR de governar...
Veja sentença aqui

Veja aqui Decisão do M.P.C







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas