sexta-feira, 30 de novembro de 2018

O CAMINHONEIRO QUE FICOU COMO REFÉM DE ASSALTANTES DO BB EM BACABAL. FAMÍLIA CONTINUA SEM NOTÍCIAS. VIVE MOMENTOS DE ANGUSTIA. VEJA MATÉRIA




A família mora no bairro Ibura em Recife e vive momentos de desespero e apreensão desde o ultimo domingo (25), quando o pai de família que trabalha com caminhoneiro desapareceu depois de um assalto ocorrido em Bacabal, onde o caminhão baú que ele dirigia foi tomado de assalto por uma quadrilha de assaltantes (Novo Cangaço) que praticou o maior assalto a banco do Maranhão.

A mulher de Obadias Pereira da Silva de 44 anos, Eliúde Batista de Santana e os quatros filho estão desesperados desde seu desaparecimento.


A última vez que ele entrou em contato com ela, foi através do aplicativo Whatsapp, momento que gravou um áudio explicando que estava como refém da quadrilha. Na gravação dar para ouvir os barulhos tiros.

Descrição do áudio

"Eliúde, nesse momento, eu tou aqui como refém, aqui na estrada. Tão explodindo um banco e eu tou na BR aqui. Oia os tiros. Só Deus aqui, visse! É tanto tiro e eu estou aqui como refém, visse! Interditaram e deixaram eu passar... Só metralhadora aqui, visse! Aqui na cidade do Maranhão, em Bacabal. Tá me dando uma tontura aqui, visse! Nunca passei por isso não" disse o motorista.

Esse foi o último contato dele com a família. Depois disso, Eliúde começou a procurar informações sobre o assalto.

Muitas das ações do bando foram gravados por alguns moradores via aparelho celular e espalhadas nas redes sócias. Foi através de um desse vídeos que Eliúde viu o caminhão trafegando por algumas ruas de Bacabal e reconheceu a placa. Porém, logo depois viu fotos do caminhão queimado.



Parentes estão na esperança de saber o que realmente aconteceu, desde que aconteceu o assalto não dar notícias, a filha de Obadias foi adicionada em grupos de Whatsapp da cidade, onde informou sobre o desaparecimento do pai e pediu ajuda para encontrar verdadeiro paradeiro dele.

Como o corpo dele não foi encontrado, a família tem esperanças de que Obadias, esteja bem e que volte voltar logo para casa.

Reportagem é do. > Bom Dia Pernambuco. Clique no BOM DIA PERNAMBUCO.

Entenda o caso

O assalto aconteceu na noite do último dia 25 (domingo), por volta das 22h. Além da quantia estimada em R$ 100 cem Milhões de reais levandos pela quadrilha, eles ainda metralharam o 15º Batalhão de Polícia Militar, a 16º Delegacia Regina de Polícia Civil, incendiaram viaturas e causaram o maior terror que aos moradores.

Os três bandidos mortos no confronto com a polícia já forma identificados; Rafael Átila, de Pinheiro (MA), Jean Martins Rocha, da cidade de Araguaína, (TO) e Gean Martins Rocha, de 40 anos de idade, de Amargosa, interior da Bahia, líder do bando e irmão de José Francisco Lumes, conhecido como “Zé de Lessa” chefão da quadrilha que é considerada uma das maiores do Brasil.
Foram presos dois suspeitos. A polícia ainda prendeu duas pessoas que entraram na agência bancária para pegar cédulas que foram deixadas durante o crime.

Um morador da cidade identificado por Cleonir Borges Araújo, morador da Vila Santa Inês em Bacabal, foi atingido por um tiro nas costas e morreu no local.


Parte do bando teve acesso a agencia do Bando do Brasil através da agencia do INSS que fica localizada na Avenida Carlos Sardinha, por trás do banco.  A poucos metros dali, outra parte da quadrilha saqueava a agência da Caixa Econômica.


Quase 10 veículos foram incendiados pelos quadrilheiros. 


Cerca de 4 milhões foram recuperados pela polícia, sendo que desse montante grande parte foram entregues por moradores que se apropriaram do dinheiro indevidamente. Todos responderam pela pratica de roubo noturno.

A polícia acredita que parte do bando está homiziadas em vizinhas a Bacabal.

Por conta disso, cerca de 300 policias estão cobrindo um longo perímetro que vai de Itapecuru, Vargem Grande Coroatá, Caxias, Pedreiras e demais cidades como; Bom Jardim e Santa Inês e Zé Doca, com posicionamento de policiais. Sendo que se algum passar pelo primeiro grupo policial, encontrará o segundo e o terceiro grupo, de modo que eles tentarem sair de maneira isolada podem ser capturados por uma das equipes. Ele destacou também, que as aeronaves estão prontas em pontos estratégicos para dá apoio a equipe de terra.

Também está sendo investigado a participação de pessoas de Bacabal, que possivelmente deram apoio aos assaltantes, já que segundo informações, integrantes do bando estiveram na cidade fazendo o mapeamento de todos locais que seriam atacados.

“A ordem é resolver a situação dessa quadrilha e não deixar ninguém escapar. O melhor caminho para eles, é se entregarem para a Polícia do Estado do Maranhão. Estamos em operação de combate a ação criminosa deles”, disse o Secretário de Segurança do Maranhão, Jeferson Portela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas