sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

BOMBA: Fortes indícios que ele está fugindo porque estaria ligado ao atentado contra Jair Messias Bolsonaro


Junte os pontinhos...
Jean Willis diz que abandona a vida política e vai deixar o Brasil. Antes de partir, vista Lula em Curitiba.
Antes porém, Polícia Federal investiga várias 'coincidências' ligam o deputado que odeia Jair Bolsonaro ao sujeito que tentou matar o presidente.
1 - facada acontece em Juiz de Fora, MG. Pessoas incitam o povo gritando 'mata!', contra Adélio Bispo na esperança de que depois de esfaquear Bolsonaro, o criminoso fosse linchado.
2 - Ao mesmo tempo, alguém do gabinete de Jean Willis registra a entrada de Adélio Bispo no Congresso Nacional. O presidente da casa, Rodrigo Maia, impede que isso seja divulgado.
3 - Adélio é salvo do linchamento e segue para a delegacia, em Juiz de Fora. A PF assume o caso e o tira de Minas Gerais, o encaminhando para prisão de segurança máxima em MT.
4 - quatro advogados caros se apresentam para representar o criminoso. A polícia não identifica os pagantes.
5 - Vários registros mostram que Adélio frequentava o Congresso Nacional.
6 - Adélio Bispo era filiado ao Psol, partido de Jean Willis.
7 - A polícia e o MP de Minas tentam dar o caso por solucionado e um delegado da PF compartilha da versão de que foi um 'Lobo Solitário',
8 - PF continua investigando o caso e aprofunda as ligações de Adélio com Jean.
9 - Jean sabe que está perto de ser identificado como mandante do crime e diz que é ameaçado e que se sente perseguido. Anuncia que vai pedir asilo político em outro país.
Pense.
Fonte: Regina Villela
Veja mais aqui: https://www.instagram.com/ministeriodemadureira/?hl=pt-br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas