domingo, 27 de janeiro de 2019

URGENTE: MPF apura possíveis depósitos de Jean Wyllys para advogado de Adélio Bispo


O Ministério Público Federal irá abrir uma investigação para apurar possíveis depósitos e transferências bancárias do deputado Jean Wyllys e o advogado Zanone Manuel de Oliveira, que trabalha na defesa de Adélio Bispo de Oliveira, criminoso que esfaqueou e tentou matar o presidente Jair Bolsonaro ainda na época de campanha. O objetivo é saber se Jean Wyllys pagou pela defesa de Adélio Bispo e se há envolvimento entre os dois.
A decisão da abertura de investigação veio após várias denúncias e questionamentos de jornalistas, deputados e até do próprio presidente sobre o atentado e sobre um possível envolvimento de Jean Wyllys no caso.
O agora ex-deputado decidiu renunciar ao cargo e fugir do Brasil exatamente no mesmo dia em que a OAB pediu para que a justiça não obrigue o advogado de Adélio a divulgar quem está pagando por seus honorários. Jean relatou que só está saindo do Brasil por conta de supostas ameaças, porém, não apresentou provas dessas ameaças e nem denunciou aos órgãos responsáveis.
Investigações anteriores mostraram que Adélio Bispo visitou várias vezes a Câmara dos Deputados em anos anteriores e dados recolhidos pela PF mostram que ele teria voltado até lá no mesmo dia do atentado contra o presidente. O criminoso já foi filiado ao PSOL, mesmo partido de Jean Wyllys, até 2014.
Há dois dias a Justiça Federal de Juiz de Fora (MG) decidiu prorrogar por mais 3 meses o inquérito que investiga quem pagou pela defesa de Adélio Bispo. O pedido veio da Policia Federal que está empenhada em elucidar o caso o mais rápido possível.
Com informações de www.ocongresso.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais visitadas